10 Benefícios do Chá de Graviola

Tempo de leitura: 10 minutos

10 Benefícios do Chá de Graviola – Para Que Serve, Contraindicação e Como Fazer

A graviola é uma fruta deliciosa e bastante nutritiva. Mas você sabia que além de ingerir a fruta e o suco dela, é possível preparar um chá de graviola a partir das folhas da planta que produz o fruto e que ele é extremamente benéfico para o nosso organismo?

Há diersos benefícios do chá de graviola para a nossa saúde, que incluem prevenção e tratamento de algumas doenças e a perda de peso, por exemplo. Porém, como qualquer substância, é preciso conhecer também os seus potenciais efeitos colaterais e contraindicações para evitar complicações. Além disso, vamos conhecer exatamente para que serve e como fazer o chá de graviola de maneira fácil e simples.

Chá de graviola

O chá de graviola é derivado das folhas da planta Annona muricata, que gera a graviola. Essa planta é nativa de regiões tropicais e encontrada principalmente no continente Americano. Os benefícios do chá de graviola estão associados ao seu alto valor nutritivo, que apresenta substâncias importantes como alcaloides, antioxidantes, acetogeninas, vitaminas A, B e C, cálcio, ferro, potássio, ácido gentísico e anonol.

DOWNLOAD GRÁTIS 

RECEITAS PODEROSAS PARA EMAGRECER

 

Para que serve – Benefícios do chá de graviola

O chá de graviola serve para muitas utilidades. Dentre seus principais efeitos positivos para a nossa saúde, destacam-se o estímulo ao sistema imunológico, a proteção da pele pelas substâncias antioxidantes, melhoria dos sistemas circulatório e digestivo, perda de peso, alívio de inflamações e até prevenção de câncer.

A seguir, vamos discutir um a um todos esses benefícios do de chá de graviola para a saúde.

Qual o melhor para emagrecer? Academia ou Caminhada

  1. Possível atuação positiva contra o câncer

Recentemente, alguns pesquisadores vêm observando benefícios do chá de graviola para prevenir e ajudar a tratar alguns tipos de câncer, principalmente devido à presença da substância acetogenina, que é um antibiótico muito potente encontrado na graviola.

Os estudos realizados até agora indicam um grande potencial anticancerígeno em câncer de garganta, pulmão, mama, cervical e até leucemia. Segundo o que foi observado nessas pesquisas, as substâncias presentes no chá de graviola podem levar à redução da capacidade de produção de energia das células cancerosas e até a apoptose (morte celular) dessas células através do bloqueio da produção de ATP, que é a principal fonte de energia usada pelas células do nosso corpo.Ainda são necessárias mais pesquisas para confirmar esse potencial e principalmente como as pessoas podem se beneficiar dele.

Precisa emagrecer? Leia esse artigo e saiba como perder de 7 a 10 kg em 21 dias

  1. Proteção à saúde do coração

Os altos níveis de potássio e outros compostos no chá de graviola ajudam a reduzir a pressão arterial elevada de modo significativo. Isso acaba diminuindo os riscos de condições cardíacas como aterosclerose, ataque cardíaco e derrame.

  1. Auxílio na digestão

A presença de várias vitaminas e minerais além de compostos anti-inflamatórios ajuda o sistema digestivo a funcionar da maneira adequada prevenindo condições desagradáveis como constipação, indigestão, cólica, inchaço, retenção de líquidos e diarreia. O cálcio presente na graviola também ajuda o organismo a absorver melhor o ferro.

Além disso, os efeitos bactericidas do chá de graviola ajudam no equilíbrio da flora intestinal. Porém, se usado em excesso, podem ocorrer problemas digestivos e transtornos estomacais.

  1. Melhoria da circulação sanguínea

A grande quantidade de ferro proporciona benefícios do chá de graviola para o sistema circulatório e aumenta a energia disponível para as nossas células. Isso porque o ferro está envolvido na composição dos glóbulos vermelhos, que transportam energia para todos os sistemas e tecidos do organismo e otimizam as atividades metabólicas naturais do nosso corpo.

  1. Perda de peso e mais energia

O chá de graviola apresenta vitaminas do complexo B, que muitas vezes estão envolvidas na otimização de processos metabólicos. Isso pode resultar em uma maior queima de gordura de modo passivo, ou seja, sem que você faça muito esforço, além de fornecer mais energia ao organismo.

  1. Estímulo ao sistema imunológico e prevenção de infecções

A vitamina Cencontrada na graviola é capaz de estimular a produção de glóbulos brancos que atuam como antioxidantes que agem no combate aos radicais livres e na diminuição de processos de estresse oxidativo nos tecidos e órgãos do nosso organismo. Além disso, estudos também sugerem que o chá de graviola tem propriedades antivirais que ajudam no combate de infecções causadas pelo vírus da herpes.

  1. Cuidados com a pele e cabelo

O chá de graviola tem várias propriedades adstringentes que podem fortalecer a pele e diminuir o tamanho dos poros. Isso pode ajudar na atenuação de marcas e rugas, além de prevenir problemas como acne e inflamações na pele. Além disso, seu poder bactericida ajuda a evitar patógenos como os micro-organismos que causam acne, cravos e inflamações cutâneas.

As úlceras, por exemplo, são feridas bastante dolorosas que podem se desenvolver na pele, no revestimento do estômago, no esôfago ou no intestino delgado. Estudos sugerem que a graviola consegue proteger o revestimento mucoso do estômago e ajuda a prevenir danos causados pelos radicais livres no sistema gastrointestinal.

  1. Tratamento de diabetes

Pesquisas científicas indicam benefícios do chá de graviola para regular os níveis de açúcar no sangue de quem sofre de diabetes. Isso ocorre porque alguns fitoquímicos presentes no chá de graviola podem ajudar na prevenção de picos de glicose no sangue, ajudando na regulação do açúcar sanguíneo. Estudos feitos com ratos diabéticos mostraram que a glicose sanguínea é regulada pela graviola mesmo sem o uso de medicamentos para a doença.

  1. Propriedades antioxidantes

Os efeitos antioxidantes da graviola devem-se à presença de substâncias como taninos, saponinas, fitoesteróis, flavonoides e antraquinonas. Esses antioxidantes são importantes para a saúde pois evitam que os radicais livres danifiquem células saudáveis no organismo, além de retardar processos relacionados ao envelhecimento precoce.

Estudos conduzidos pelo National Eye Institute dos EUA indicam que os antioxidantes presentes no chá também ajudam no tratamento e prevenção de doenças oculares. A presença de vitamina C, vitamina E, betacaroteno e zinco parece reduzir o risco de desenvolvimento de degeneração macular relacionada à idade em 25% dos pacientes que participaram da pesquisa e já tinham algum tipo de dano nos olhos.

  1. Efeito anti-inflamatório e antimicrobiano

De acordo com estudos, a graviola apresenta propriedades anti-inflamatórias que podem ajudar no alívio de dores incluindo condições graves como reumatismo e artrite. Também existem muitos relatos e estudos clínicos que mostram que o chá de graviola pode ser usado no tratamento de gota, que é uma inflamação nas articulações causadas por ácido úrico em excesso. Esse efeito é observado porque o consumo do chá resulta na redução dos níveis de ácido úrico no organismo, aliviando os sintomas.

Além disso, o chá de graviola tem efeito bactericida, que pode ser efetivo contra diversos tipos de bactérias. Alguns estudos indicam que o chá de graviola é capaz de matar vários tipos de bactérias que causam gengivite, cárie dentária e também é útil em infecções causadas por fungos. A graviola também se mostrou efetiva contra o Staphylococcus, bactéria que causa cólera.

Há alguma contraindicação

Existem algumas contraindicações relacionadas ao uso do chá de graviola, principalmente se você tem certas condições de saúde.

Por esses motivos, é sempre bom consultar um médico antes de começar a tomar qualquer tipo de chá ou suplemento, pois podem ocorrer interações medicamentosas ou até mesmo piorar alguma condição de saúde pré-existente.

Leia também…

Chá de hibisco para emagrecer? Funciona mesmo?

Como jejum intermitente emagrece: Não deixe de ler

Efeitos colaterais

Alguns efeitos colaterais devido ao uso de chá de graviola podem incluir:

  • Distúrbios digestivos:O chá de graviola apresenta um alto poder antimicrobiano e antibacteriano. Mas quando o chá é usado por muito tempo, ele pode começar a prejudicar as bactérias benéficas do nosso sistema digestivo, especificamente as bactérias saudáveis encontradas na nossa flora intestinal. Isso pode deixar o corpo desequilibrado, resultando em problemas gastrointestinais e má digestão.
  • Redução da pressão arterial: Se você tem problema de pressão arterial baixa ou está tomando algum tipo de medicamento para a pressão alta, o chá de graviola não é indicado. Isso porque esse chá apresenta efeitos hipotensivos que podem deixar uma pressão arterial sanguínea extremamente baixa. Além de ser perigoso, isso pode causar fraqueza, tontura, dor de cabeça e desmaios.
  • Parto prematuro:Mulheres grávidas ou amamentando nunca devem tomar o chá de graviola pois as neurotoxinas presentes nas folhas mesmo em pequenas quantidades podem causar danos ao bebê ou até mesmo causar um parto prematuro.
  • Efeitos neurotóxicos: Algumas pesquisas indicam que existem neurotoxinas presente na graviola que podem ter relação com sintomas de doença de Parkinson. Porém, essas neurotoxinas estão presentes também em outros alimentos mas em quantidades mínimas que dificilmente trariam efeitos adversos indesejados. Assim, apenas uma quantidade exagerada de chá de graviola seria capaz de causar problemas neurológicos.

Outros efeitos colaterais que podem ser observados são fadiga, náusea e vômitos. Apesar dessa lista de efeitos adversos, dificilmente eles são observados. Há relatos desses sintomas apenas em casos de alergias as substâncias presentes no chá ou devido ao seu consumo em excesso.

Estudos Mostra Que Exercícios Físicos Pode Aumentar a Felicidade

Como fazer

A parte mais difícil de preparar o chá de graviola é encontrar as folhas da planta. Mesmo que você não tenha acesso a uma planta de graviola, é possível encontrar as folhas secas em lojas de produtos naturais ou de fitoterapia. Uma vez que você encontre as folhas de graviola frescas ou secas, o processo de preparo é muito simples.

Basta que você tenha água e um adoçante de sua preferência, se julgar necessário, como mel ou açúcar, por exemplo.

Como as folhas são bem fortes, não precisa usar muitas no preparo do chá. Assim, 8 folhas é mais do que o suficiente para obter um bom rendimento.

O primeiro passo consiste em colocar 4 xícaras de água para ferver. Em seguida, adicione cerca de 5 a 8 folhas de graviola e abaixe o fogo. Deixe a misture em infusão por cerca de 15 minutos. Após esse tempo, retire a panela do fogo e coe o líquido em uma xícara de chá ou em um bule.  Por fim, adoce de acordo com seu gosto e tome o chá.

O chá de graviola, além de ser delicioso, é uma ótima fonte de vitaminas, minerais, fibras e substâncias antioxidantes de baixo teor calórico. Tomando-o com precaução e sem exageros, os benefícios do chá de graviola para a saúde serão incríveis e dificilmente efeitos colaterais serão observados.

Artigos Relacionados…

Lista de Sopas Para Emagrecer que São Sucesso Entre os Artistas

Dieta para emagrecer: conheça os 5 fatores que comprometem os resultados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *